top of page

Rosa Villa, MUDA



Rosa Villa, atriz ,59 anos, estreou-se em 1984 no Teatro Carlos Alberto.


Admite que é uma mulher perfecionista e que hoje em dia, aceita melhor os seus trabalhos.

Considera-se uma mulher romântica, apesar das desilusões amorosas e de não ter ninguém. Apesar de ser uma mulher sensível e um quanto baste ciumenta, acredita no amor.


Não tolera qualquer tipo de violência e hoje tem uma peça de teatro na qual representa um monologo, sobre violência doméstica de nome MUDA.


Assume-se como uma Mãe protetora, tenta ter a abertura relativamente a todos os assuntos que nos dias de hoje são considerados tabu como a sexualidade, com a filha, alertando dos perigos e salienta que segredos entre as duas não existem. Com a idade e ao longo do tempo está mais ligada à família.


Nesta entrevista ao Love with Pepper, Rosa abre o seu coração e conta o que a menopausa, mudou na sua vida.


Como define o seu percurso de vida aos 59 anos?


O meu percurso neste momento não está ser fácil devido à pandemia e principalmente no meio artístico, sobretudo a nível profissional . Felizmente com 59 anos sinto-me bem com a pessoa que sou, não são as rugas que me preocupam.



Na área da representação identifica-se mais com o teatro ou a televisão?


Gosto de representar, gosto de tudo, gosto do meu trabalho e respeito muito e procuro sempre fazer o meu melhor.


Sente-se uma mulher desejada?


Apesar de não ter ninguém sinto-me bem comigo própria, daí sentir uma mulher desejada.


Com que idade surgiu a sua menopausa?


Surgiu aos 50 anos.


O seu corpo alterou pós menopausa?


Sim. Notei algumas diferenças como o aumento de peso, tive os conhecidos calores. Embora por volta dos meus 30 anos, estava a preparar-me para a entrada da menopausa, fazia acumpultura para tornar tudo mais fácil e por acaso não tive alterações de humor, crises existenciais.


E ao nível de desejo?


No inicio diminui, mas depois volta tudo ao normal.


E a libido?


Não mudou.


Procurou alguma ajuda de um profissional?


Não senti necessidade de procurar um médico apenas fiz os alguns exames, levei tudo com tranquilidade, faz parte da vida. E também nunca, nenhum médico abordou o tema comigo.


O que aconselha a qualquer mulher que entra na menopausa?


Aceitação e levar as coisas de uma forma natural porque não é o fim do mundo. Somos mulheres, vamos deixar de menstruar, o que não é impedimento para deixar de ter uma vida sexual saudável e prazerosa e como é óbvio com o avançar dos anos, nós não temos a energia que tínhamos, quando eramos mais novas.


O sexo é melhor , pior ou diferente com o avançar da idade?


Depende muito do companheiro que se tem. No meu ver, não vejo que não melhor nem pior, claro que se um casal está casado há muitos anos, não vejo a ter relações sexuais todos os dias .como quando iniciaram a relação.


Sente-se uma mulher segura a nível sexual?


Nunca tive problemas nenhuns a nível sexual.


Sente que ainda existe tabu em falar no desejo da mulher mais velha?


Hoje em dia, não existe assim tanto tabu. Pelo menos, é o que vejo com pessoas, ao convivo, falamos de sexualidade de uma forma natural. Acredito que estas novas gerações venham mudar mentalidades e quebrar tabus.



Como lida com o envelhecimento?


Não tenho problemas com o envelhecimento, é algo que não me preocupa, faz parte, as minhas rugas vão aparecendo e o brilho da pele desaparece, mas nada que não se trate.


Qual a diferença da Rosa do antes e a de hoje?


Sou muito ponderada nas relações com as pessoas, hoje em dia prefiro o silêncio.


Qual foi o seu maior ato de amor?


Ser Mãe.


O amor ajuda a ultrapassar as dificuldades da vida?


Claro que sim, porque se nós nos amarmos e amarmos a forma de viver estamos em amor e assim a vida corre muito melhor.


Como define o Amor?


O Amor é tudo.


O amor cura?


Cura tudo, mas tem que ser muito verdadeiro.


Rosa Villa, Atriz

43 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


LWP_Logo_250_250.png
bottom of page