top of page

Neoplasia renal


Os tumores renais correspondem a 2-3 % de todas as neoplasias malignas. São duas vezes mais frequentes nos homens que nas mulheres e ocorrem principalmente dos 50 aos 70 anos de idade.


A ecografia abdominal contribui para o diagnóstico de grande número de tumores incidentais, isto é, tumores assintomáticos, numa fase muito inicial e localizados. Quando o tumor provoca sintomas, os principais são a dor lombar, hematúria (sangue na urina) micro ou macroscópica e massa palpável, além de outros sintomas inespecíficos como emagrecimento, febre e hipertensão. Os métodos de diagnóstico e estadiamento principais, além da ecografia, são a tomografia computadorizada, a ressonância nuclear magnética e raramente, a arteriografia renal.


No que diz respeito ao tratamento, em virtude dos avanços tecnológicos muito se tem evoluído nomeadamente na forma como se extrai o rim ou apenas o tumor. Atualmente a regra é ser efetuado o procedimento por via laparoscopica (pequenos orifícios na pele), dependendo do estadiamento tumoral e da experiência do cirurgião. Novos tratamentos médicos e cirúrgicos (crioterapia, radiofrequência, micro-ondas) estão também a ser desenvolvidos nomeadamente no tratamento de neoplasias renais de menores dimensões, algum deles com boas perspetivas de desenvolvimento e resposta.


Dr. Frederico Branco, Medico Especialista em Urologia


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


LWP_Logo_250_250.png
bottom of page