top of page

Núria Silva, a Resiliência de uma Jovem




Núria Silva, uma jovem de 25 anos, resiliente, apaixonada, em que nunca deixou de acreditar nos seus sonhos e no amor.


Há quatro anos, foi vítima de uma prática muito utilizada entre jovens, chamada Sexting, conhecida por imagens sem consentimento, que fez com que a vida desta tomasse outro rumo.

Núria, desistiu de um curso de Direito, despediu-se do trabalho que tinha, deixou de ter vida social e afetiva, mas nunca perdeu a esperança de voltar a vida que teve.


Nos dias de hoje, enfrentou a realidade, segui o seu caminho, onde encontrou a amor e sobretudo voltou a encontrar a confiança que tinha perdido.


Na entrevista ao Love with Pepper, fala-nos do perigo da prática crime e como superar esta fatalidade toda que se passou na sua vida.


Para si o que é o Sexting?


É a partilha de fotos, vídeos, mensagens e áudios com conteúdos sexuais através de redes sociais.


Como é que lhe aconteceu isto na sua vida?


Na altura, tinha um amigo especial com uma relação de quatro anos em que partilhávamos fotos, vídeos tudo online, em que esses conteúdos se encontravam no chat do Instagram e alguém consegui entrar na minha conta, não sei como e conseguiram tirar esses conteúdos e partilhar em grupos de redes sociais.



Qual o impacto que esta situação teve na sua vida?


Infelizmente teve várias consequências na minha, como ter saído, desistido da faculdade de um curso de Direito, depois de um mês de baixa deixei o meu local de trabalho, e por fim deixei de ter vida social por todas as razões, sentia-me perseguida pela sociedade ao que me aconteceu.


Quantas vezes isto lhe aconteceu?


Não posso referir-me ao número de vezes que aconteceu, mas refiro-me a quantidade de tempo que os meus vídeos e fotos estiveram a circular foi aproximadamente 6 meses a um ano, que continuava a receber mensagens ofensivas sobre os vídeos e fotos.


Com que idade lhe aconteceu na 1ª vez?


Tinha 21 anos.


As suas fotos/ vídeos tinham componente sexual?


Sim.


Chegou a ser chantageada?


Lamentavelmente várias vezes, ameaçavam que iam contar à minha família, ao meu patrão a troco de dinheiro, mas tiveram azar é que eu não cedo a chantagens nenhumas.


O conteúdo das suas fotos / vídeos chegaram a ser vendidas?


Que eu tenha conhecimento não, mas chegaram a informar-me que os meus conteúdos estava numa aplicação da OnlyFans com o meu nome, mas nunca cheguei a pesquisar se isso é verdade e também não tenho curiosidade de saber.


Sabe-se que existem sites de venda sabe dizer quais são?

O único que tenha conhecimento que os conteúdos são pagos é na aplicação da OnyFans, as restantes aplicações dão grátis.



O porquê de enviar a foto ou vídeo?


Enviei este tipo de conteúdo porque gosto de agradar e dar prazer a quem está comigo, em que também existia intimidade para partilhar as fotos/ vídeos e não que esta situação fosse ter este desfecho.


Sentiu-se humilhada ou traída?


Humilhada sim, mas traída não, porque não foi a pessoa com quem estava na altura que partilhou as fotos e vídeos. O que consigo sentir é nojo por esta situação toda.


Apresentou queixa?


Sim, apresentei queixa após uma semana de ter acontecido isto.


Na sua opinião, quem pratica mais este tipo de crime são os homens ou mulheres?


Tenho conhecimento que são os homens sem dúvida alguma, porque na maior parte dos grupos que fazem este tipo de partilha, são grupos de homens.


Procurou ajuda psicológica para superar esta situação toda?


Sim, mas, no entanto, deixei de ir à terapia porque achava que não estava a resultar e achei que a solução era a enfrentar a realidade e assim o fiz.



Alguma vez sentiu-se um objeto sexual?


Sentia quando me enviavam mensagens ofensivas e também quando as pessoas se insinuavam a mim pelo o que aconteceu e não me viam pela a pessoa que na realidade sou.


De que forma esta situação lhe afetou na sua vida afetiva?


Lamentavelmente deixei de ter vida afetiva porque eu não sabia se a pessoa estava a aproximar-se de mim com algum intuito de maldade e foi e é muito complicado voltar a confiar nas pessoas.


Como a sua autoestima foi afetada?


No momento, em que quando estamos com uma pessoa que nos compreende e gosta de nós, não existe autoestima afetada.



É fácil voltar a gostar e confiar em alguém?


Foi muito complicado e difícil confiar em quer que fosse, embora neste momento tenho um relacionamento em que confio nele, porque está a ajudar-me e dar o passo que eu tanto precisava para ultrapassar isto tudo.


Alguma vez esta situação afetou a libido, desejo?


Não afetou em nada a minha vida sexual.


E no sexo sente-se uma mulher confiante?


Sim, sempre. (risos)


Como foi retomar à vida sexual depois destes episódios?


Infelizmente, foi difícil porque deixei de ter vida social e voltar a ter alguém em quem confiar, mas quando encontrei esta pessoa voltou a ser como antes, apenas não tiro fotos nem envio vídeos.


Com esta situação toda, a nível sexual considera que a mulher se inibe mais na prática do ato?


No meu ver, as mulheres inibem-se em tudo porque sempre foram julgadas por os homens daí a sua inibição. Caso acontecesse a um homem seja qual for este tipo de prática, não seria tão julgado como uma mulher, porque a nossa sociedade foi induzida a tal, mas estamos a evoluir um bocadinho mais nesse aspeto.


Voltar a confiar num homem é fácil?


Homens?! (risos) Confio no meu namorado, avô e tio, são os homens da minha vida.


Como é vista na sociedade?


Engraçado que metade de mim admira-me pelo que passei e estou a passar e a levantar-me e a outra metade julga-me.


Nos dias de hoje sente-se uma mulher livre?


Sim, porque o meu lema de vida é fazer o que quiser, sem prejudicar ninguém e sentir-me bem comigo própria.


Hoje em dia envia fotos/ vídeos íntimos a alguém?


Não.


Sexualmente realizado. Vida Feliz. É o lema do Love With Pepper, concorda?


Concordo, porque não existe relação que sobreviva sem sexo, e nós ser humano precisamos do sexo, intimidade, paixão, amor, entre outros que é parte vital do funcionamento do nosso corpo.


O sexo é bom?


O sexo é sempre bom quando nós estamos com alguém que seja recíproco e que nos faça feliz independentemente daquilo que somos, hoje sou muito feliz.


Núria Silva, Criadora de Conteúdos Digitais



154 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


LWP_Logo_250_250.png
bottom of page